terça-feira, 25 de novembro de 2014

TRANSTORNO DE PERSONALIDADE BORDERLINE



Transtorno de personalidade BORDERLINE

Primeiramente é necessário definir transtorno da personalidade, presentemente, a psiquiatria: personalidade descreve o resultado da interação entre variáveis neurobiológicas inatas, ou temperamento, com as experiências psicossociais precoces, consideradas como as que mais contribuem para a construção do caráter de cada um. 
Os traços de personalidade se referem ao estilo peculiar que cada pessoa traz para seu relacionamento interpessoal e social. Sendo assim, as características básicas do transtorno de personalidade BORDERLINE, por sua vez, são um padrão geral de instabilidade nos relacionamentos interpessoais, nas manifestações afetivas e na própria auto imagem, associado a uma acentuada impulsividade, cujo início pode estar presente na infância e adolescência, mas que costuma ser manifesto no início da vida adulta. (DSM-IV)
Essas pessoas costumam ter respostas intensas diante de situações de separação, são hipersensíveis às vivências de abandono e tratam de desenvolver esforços catastróficos e inadequados para evitá-las, com reações desproporcionais de raiva, acusações ou comportamentos automutilantes e suicidas, que frequente despertam reações ansiosas de culpa e superproteção por parte das pessoas a quem são endereçadas ou, ao contrário, um aumento do próprio rechaço que o Borderline tanto quer evitar. Seus relacionamentos afetivos tendem a ser instáveis, intensos e turbulentos. 

São pessoas simpáticas e agradáveis, mas em sua intimidade são explosivas, agressivas, intolerantes, irritáveis, com tendência a manipular. 
Apesar de ter algumas características semelhantes ao transtorno afetivo bipolar do tipo dois, no transtorno Borderline, as oscilações de humor ocorrem com maior frequência, às vezes até em questão de minutos ou horas. Além disso, os traços depressivos do Borderline se caracterizam por sentimento de vazio e solidão; e raramente se manifestam juntamente com sentimento de culpa, autoacusação e/ou remorso.
BORDER - fronteira LINE - linha
Borderline - Fronteiriços - estão no limite entre a neurose e a psicose.
Flávia Abib

Nenhum comentário:

Postar um comentário